A arquitetura da vida

"Se a reta é o caminho mais curto entre dois pontos, a curva é o que faz o concreto buscar o infinito.”
Oscar Niemeyer

Interessante este pensamento principalmente quando queremos uma vida estável.

Estabilidade não nos leva para frente.

Os desafios do dia a dia nos mostram e ensinam que aquilo que não conhecemos é o que realmente importa.

A descoberta do novo é uma prática contínua.

Um exercício que nos leva a pensar, planejar e executar. Quando partimos para a criação do novo tudo passa a ser fantástico.

Esta semana quando visitamos um cliente que é uma grande distribuidora percebemos isto claramente. Com a chegada de um novo gestor os desafios do tempo e da integração com a equipe ficam claros.

O que fazer?

Fazer... Simples assim.

Quando aplicamos uma dinâmica com base no "Design Thinking” e com um toque de "Fab Lab” conseguimos enxergar todas as lacunas que teremos pela frente ganhando performance e principalmente rapidez na resolução dos desafios que se apresentam.

Vale então ressaltar que só a matemática não resolve. O segredo está na observação do comportamento das pessoas.

E está é a verdadeira mudança que deve acontecer.

Pessoas quando percebem seus desafios mudam. Equipes ficam mais integradas e os resultados aparecem e surpreendem.

Vale inventar, treinar e acreditar que a grande diferença quem faz ainda é o "Ser Humano” sendo cada vez mais "Humano” e não simplesmente um "Ser”.

Para refletir

"Há um gosto de vitória e encanto na condição de ser simples. Não é preciso muito para ser muito.”
Lina Bo Bardi

Simples assim...

Valeu Andressa minha filha por me apresentar uma arquitetura que tem esta visão.

Fica então a dica: As Pessoas devem "ser” o que são na sua "essência”. Só assim serão "essenciais” para as empresas e para outras pessoas.

Bons projetos de vida e de vendas... sempre!

Andressa Gildin Acherboim confeccionando maquetes

Compartilhe essa página

Deixe seu comentário