Alta performance empresarial traz ou não qualidade pessoal?

Muitas empresas buscam hoje atingir dois objetivos, que por muitas vezes se achou impossível ou simplesmente desnecessário alinhar: atender os clientes com bens ou serviços de qualidade, que satisfaçam plenamente os anseios e garantam a perenidade dos negócios ao longo do tempo, e o outro objetivo, tão importante quanto o primeiro e que preocupa igualmente empresários, diretores e gestores de RH é cativar o colaborador/ funcionário para que ele "vista a camisa da empresa” e compartilhe o primeiro objetivo corporativo.

 

Os gestores precisam sair do "falador” e encarar o "fazedor” no trabalho, ou seja, precisam encarar a necessidade de se aplicar nas ações, linhas efetivas de produção, alinhadas com qualidade de tratamento ao responsável, de fato, pelo crescimento do faturamento e com isto fazer a diferença na vida das pessoas”.

 

Se a empresa se atentar para os valores humanos que são seus funcionários/colaboradores e a partir deles buscar desenvolver e conhecer todos os seus talentos, poderá formar verdadeiros super times, super equipes que com certeza conseguirão resultados positivos, o alcance das metas traçadas e sua principal missão, que é a continuidade e a superação nos negócios.

 

Compartilhe essa página

Deixe seu comentário