A comunicação que vende

Sabe, ser pai é bem desafiador. Principalmente quando você vê que seus filhos crescem e não percebe.

De repente você está do lado de um "pirralho” gritando em um estádio de futebol pelo time que ele torce (apesar de você não entender nada de futebol) e quando vê tem um executivo na sua frente explicando como funciona a empresa dele.

Incrível como as ideias fluem.

Puxa como ele é bom... como está preparado... como a vida moderna passa a ser um desafio contínuo e não um processo de medo.

As coisas mudam... o tempo voa.

De repente, no meio da conversa ele pede um conselho: Pai, preciso preparar um treinamento sobre comunicação, você me ajuda?

O melhor conselho que consigo dar é: "Você consegue prestar atenção no que está falando?”

O treinamento está pronto. Porque a comunicação que ele quer mostrar está em seu coração.

O recado é claro e simples: Quero mostrar para as pessoas que atendimento diferenciado e atenção contínua feita com atenção levam ao sucesso.

Seus olhos brilham, sua voz muda, tudo fica com muito mais luz, tudo é uma questão de percepção.

E este é o treinamento!

Conversar com as pessoas independente do número de participantes, do local e da condição.

Mostrar a elas que "palavras do coração vão para o coração”.

Fica o registro de um pai que com muito orgulho e honra fala:

"Filho, sua comunicação vende. Vende porque é sincera... não precisa de uma forma definida... e seu conteúdo e suas ações é o que mais as empresa precisam atualmente.”

As empresas precisam de movimentos com muita simplicidade e mais, precisam acreditar que pessoas que se conversam e se entendem compram e vendem coisas.

E quando pessoas agem desta forma o mercado anda.

E a vida segue.


Para refletir

 Ser humilde é aprender sempre. É um exercício de percepção continua. É quando "baixamos a guarda” e descobrimos que o melhor sempre está a nossa frente. Vale falar, ouvir e vender!

 Valeu filho.

Se cuida e acelera forte... a vida e o sucesso te esperam.


Michel Alexander Gildin Acherboim - MGAPress 

Compartilhe essa página

Deixe seu comentário